Fragmentos de Moda

8/14/2017


Campanha Diane Von Furstenberg Outono 2017 é Uma Carta de Amor à Nova York
(post tirado do site Fragmentos de Moda)


Campanha Diane Von Furstenberg Outono 2017 fotografada e filmada por Oliver Hadlee Pearch

Diane von Furstenberg utilizou o próprio pátio de sua casa de Nova York, para realizar sua poderosa, dinâmica e inspiradora campanha Outono 2017, atualmente sob a direção criativa de Jonathan Saunders. A fusão cultural existente em Nova York, onde a carreira da designer de moda belga decolou, e agora é sede da DVF – Diane von Furstenberg – e de sua emblemática loja, localizada no coração de Manhattan, tornou-se o cenário perfeito para divulgar sua última coleção.


Clicada e filmada pelo fotógrafo e cineasta Oliver Hadlee Pearch, a campanha estrela as modelos Luna Bijl, Yoon Young Bae, Angok Mayen e Cara Taylor com “cada uma com sua própria e espontânea forma de viver, descobrindo sua expressão pessoal, liberdade, humor e originalidade”, conforme declarações fornecidas à imprensa. Mas talvez a estrela mais notável seja, “os contrastes e contradições da bela cidade”.


No vídeo, uma poetisa emergente do Brooklyn, Rachel Kang, recita um poderoso poema, escrito especialmente para a campanha, pintando vinhetas sobre o descobrir a cidade e se apaixonar. “Eu me construo em minha própria imagem, ”Rachel recita, “explodindo em pleno meio-dia.…saltitando no tráfico em meio a nuvens de vapor…Pois o que ouso sonhar é a mulher que me tornarei.”


Da mesma forma as criações fortes de de Diane von Furstenberg que atuam atuam como parte da paisagem da cidade. As modelos não são vistas como recém-chegados e não interrompem a cena para atrair o foco para a roupa, mas sim estão perfeitamente em casa como estampas de animais vibrantes na selva de concreto.


Os sons da cidade, como os cachorros que ofegam, o som das sirenes e dos saltos dos sapatos são os elementos mais do que adequados para intensificar a identidade da marca.


As modelos não são exibidas simplesmente pousando para as câmeras, como o comum em campanhas de moda, ao contrário, eles fazem sinais para tomar táxis, caminham com cachorros, tomam café, se divertem com amigos em bancos de praças, numa espécie de ode às contradições de Nova York.


A campanha é capturada durante um momento único na América e o filme de moda brilha com a atitude feminista capaz de reconhecer e abraçar a diversidade, terminando com uma imagem da Estátua da Liberdade como um emblema do que fez a marca DVF e tantos outros sonhos possíveis.







O site Fragmentos de Moda é fundado e editado por Maria Elisa Cruz Lima – 
que já foi entrevistada aqui no blog por mim :)

Post a Comment

Latest Instagrams

© Thereza Rebouças. Design by FCD.